10 Segredos do Churrasco Argentino


 
Além das possíveis diferenças entre a carne argentina e brasileira, o churrasco argentino tem alguns detalhes na sua preparação que podem das resultados interessantes. Aqui oferecemos uma lista com os 10 segredos do churrasco argentino.

Calcula-se pelo menos 500 gramas de carne por pessoa e um quilo de carvão a cada quilo de carne.
 
Temperar a carne só com sal entre fino ou “sal parrillera” (que não seja fino nem grosso) uma meia hora antes de ser colocada na grelha.
 
Nunca cortar a gordura da carne antes de coloca-la para assar. Deixar uma borda de gordura em redor vai evitar que a carne fique seca demais.
 
A ideia é fazer o fogo num dos cantos da churrasqueira e ir acrescentando as brasas conforme seja necessário, tentando manter sempre a mesma temperatura. É importante saber que o melhor fogo nasce da combinação da lenha e o carvão, utilizados ao mesmo tempo.
 
Segundo os assadores argentinos, a cerimônia de acender o fogo não leva menos de meia hora. Após disso, é só questão de esperar até a grelha atingir a temperatura certa.
 
Colocar a mão alguns centímetros acima da grelha: tem que conseguir deixa-la entre cinco e dez segundos. Se for mais tempo, a grelha ainda está fria e se for menos, está quente demais. A altura entre a base da churrasqueira e a grelha deve ser de aproximadamente quinze centímetros.
 
Colocar a carne só quando não tiver mais fogo (só as brasas bem acesas) e assar os diferentes tipos de carne devagar e com o fogo na medida certa. Ir mexendo as brasas ajuda a manter o calor nivelado.
 
Por incrível que pareça, um bom churrasco demora pelo menos uma hora e meia após a colocação da carne.
 
Só virar a carne uma vez de cada lado e jamais cortá-la ou fazer furos nela para ver se está cozida.
 
Como exemplo, um Bife de Chorizo (contrafilé) de 400 gramas demora, em média, 40 minutos em assar e ficar ao ponto (20 minutos de cada lado).

Fonte: http://brasileirosporbuenosaires.com.br/