Conheça um pouco da cultura culinária argentina


 
Rivalidades futebolísticas à parte, a verdade é que os argentinos realmente conquistaram os brasileiros pela boca. Suas saborosas carnes são apreciadas por todos. A culinária da Argentina se caracteriza por uma grande importância das carnes, vinhos e empanadas. Os portenhos têm diferentes técnicas de churrasco.

A tradicional do Pampa coloca as brasas sobre o chão, ao ar livre, e a grelha sobre elas. Em outras regiões, assa-se na grelha tradicional. Também se assa à grade ou numa estrutura metálica com forma de cruz, que serve de suporte para um cordeiro inteiro - aberto ao meio - ou para uma peça de boi. Na Argentina, quase tudo é assado: o frango, o porco, os embutidos, os miúdos e outros produtos de origem animal.
 
O expoente máximo da culinária nacional é o asado criolo: asado de tira (tiras de costela), vacío (fraldão), morcilla (lingüiça de sangue), chorizos (linguiças) e miúdos, como mollejas (timo), riñones (rins), chinchulines (tripas) e criadilla (testículos). Assados em uma grelha (daí o nome parrilla para o churrasco argentino), sob um colchão de brasas de madeira dura ou carvão, tais cortes e miúdos constituem o cartão-postal da culinária do país. Outros pratos apreciados no país são:
 
Bife de chorizo: contrafilé, em corte alto
Chimichurri: molho de ervas utilizado na cozinha argentina para acompanhar as carnes (parrillas). Leva azeite de oliva, vinagre, orégano, salsa, cebola e alho picados, além de pimenta;
Milanesas: filés empanados
Parrilada: misto de carne e miúdos assados na grelha
Tapa de cuadril: picanha
 
Acompanhamentos para  a carne
 
As carnes argentinas normalmente vêm acompanhadas por batatas fritas, saladas, provolone ou provoleta (provolone defumado). Porém parece disseminar nos restaurantes argentinos a tendência a divulgar os pratos tradicionais do que os pratos típicos dos primeiros habitantes da região.
 
Puchero criolo
 
O puchero criolo é uma modificação do cozido espanhol, porém feito com mais carne e menos grão de bico. A carbonada (o nome vem do inglês carbonade ou do francês carbone, que significa carvão), pode adquirir tons adocicados se ao final da cocção for acrescentado pêssegos, peras ou frutas secas.
 
Empanadas argentinas
 
As famosas empanadas argentinas, uma leve massa recheadas com carne, cebola, ovos, azeitonas e temperos, tem origem nas empadas galegas que é a base de peixe.
 
Curiosidades
 
A influência guarani pode ser notada na presença de produtos como o mamão, a abóbora ou a mandioca nas cozinhas fronteiriças com o Uruguai e Paraguai, no nordeste da Argentina. Estas terras também são o berço da erva-mate, que marcou de modo definitivo a vida dos argentinos.
 
O segredo das carnes argentinas são os cortes e o perfeito armazenamento. Entre os pratos mais apreciados estão chuleta, bife de chorizo, entrecorte, bife ancho, ojo de bife, bombom de alcatra, assado de tira, T bone e cordeiro
 
Mora acredita que a chave do sucesso de um restaurante argentino é o cuidado no manuseio da carne. “Tudo deve ser embalado à vácuo para não entrar em contato com o oxigênio e perder seu sabor. Acho que o segredo é mesmo a carne, é muito do gosto do brasileiro comer carne no almoço.",ressalta.

Fonte: http://www.bolsademulher.com/